Search
Close this search box.
Search
Close this search box.
Morre, em Vassouras aos 70 anos, Marco Capute, presidente da Fundação Educacional Severino Sombra

Morre, em Vassouras aos 70 anos, Marco Capute, presidente da Fundação Educacional Severino Sombra

Por Rlagos Notícias

25 de dezembro de 2022

Compartilhar no WhatsApp

Morreu na manhã deste sábado (24), aos 70 anos, Marco Antonio Vaz Capute, presidente da Fundação Educacional Severino Sombra (Fusve), que administra, entre outras instituições, a Universidade de Vassouras. Ele vinha tratando de um câncer e estava internado no Hospital Universitário da cidade.

O velório de Capute será realizado no Centro de Convenções General Sombra, de 14h às 20h. O corpo dele será cremado no Cemitério do Caju, no Rio de Janeiro (RJ), neste domingo (25). O crematório será restrito à família.

O prefeito de Vassouras, Severino Dias, decretou luto oficial de sete dias no município.

Marco Capute era engenheiro eletricista com vasta especialização em administração, marketing e ciências ambientais. Era um homem apaixonado por Vassouras, cidade onde nasceu, cresceu e fez grandes amigos.

Além de um currículo respeitado, Marco era conhecido por ser um entusiasta de pessoas e histórias.

“A primeira coisa que você tem que ter, é praticar empatia. Você tem sempre que se colocar do outro lado, conversar com as outras pessoas, entender o que elas pensam…”, disse Capute, em entrevista ao RJ1 exibida no dia 11 de maio de 2022.

Com décadas de experiência de gestão em cargos públicos e privados, trouxe novas ideias para a administração da Fundação Severino Sombra, grande alavanca do desenvolvimento econômico do município.

Em sua administração, recuperou a saúde financeira da instituição, mais que triplicou o número de cadeiras na faculdade de medicina, passando de 80 para 280 vagas, e o transformou no melhor curso do estado do Rio de Janeiro, com nota 4 no MEC.

“Nunca tantas pessoas de baixa renda puderam cursar uma faculdade”, destacou o prefeito Severino Dias.

Também promoveu grandes reformas na estrutura física da instituição e desenvolveu iniciativas integradas com as preocupações sociais do município.

Na pandemia, por exemplo, abriu as portas do Hospital Universitário de Vassouras para aumentar o número de leitos públicos voltados para pacientes com Covid-19, atendendo a moradores de Vassouras e de outras 10 cidades da região e da Baixada Fluminense.

Marco Capute era um líder admirado, que abraçava a todos nos corredores da instituição e recebia olhares carinhosos por onde passava.

Ele deixa esposa, dois filhos, uma neta e, a partir de agora, muitas saudades.

Clique aqui e siga o Rlagos no Instagram

Compartilhar no WhatsApp

Por Rlagos Notícias

25 de dezembro de 2022

Search
Close this search box.

Faça parte do maior grupo exclusivo de noticias da região!

Nosso grupo te da acesso exclusivo as noticias mais quentes e recentes do momento sobre tudo que buscar!