Pedido de Cláudio Castro para retirar menções e imagens dele de delação é rejeitado pela Justiça

122

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro rejeitou um pedido feito pela defesa do governador Cláudio Castro para retirar menções e imagens dele da delação de um empresário envolvido num esquema de corrupção. O caso foi revelado pelo Ministério Público na Operação Catarata, que apontou esquemas na Função Leão XIII.

De acordo com a apuração, o então vereador Cláudio Castro foi citado por um empresário delator e apareceu em imagens de câmeras de segurança ao lado de envolvidos no esquema.

Os advogados de Castro apresentaram o pedido de habeas corpus, alegando a prerrogativa de foro de Castro. Mas os pedidos foram rejeitados pela Justiça.

O governador afirmou que entende que a citação ao seu nome na primeira instância foi indevida, e vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça, argumentando que os desembargadores do RJ entenderam que essa é a instância adequada.